Formação de multiplicadores de treinamento vivencial

Formação de multiplicadores de treinamento vivencial

CONTEXTO

Estamos passando por uma experiência interessante em termos de mercado de treinamento. Após muitos anos com programas de T&D que se repetem, os participantes já não prestam tanta atenção aos cursos. Houve um desgaste das técnicas utilizadas o que tem criado uma certa resistência das pessoas em comporem as turmas de cursos para os quais são convidados ou (infelizmente) convocados. E se cria todo o tipo de desculpas, conscientes e inconscientes, para ficar fora da sala!

Este programa traz técnicas, métodos, sistemas e conceitos que chamaremos simplesmente de “ferramentas” completamente novos e profundamente embasados no que há de mais consistente na Neurociência, na Pedagogia e na Psicologia para ensinar e divertir porque seriedade não é sinônimo de eficiência assim como diversão não é sinônimo de irresponsabilidade.

Ao mesmo que se recicla e aprende técnicas novas, o participante passa, ele próprio, pelo treinamento, flexibilizando seu comportamento e permitindo que os facilitadores façam por ele o que ele faz pelos funcionários de sua empresa ou pelos alunos de sua escola!

Em resumo, você bebe da fonte duas vezes! Parte deste programa vai informá-lo e parte vai formá-lo.
OBJETIVOS

Mais do que técnicas, nos propomos a passar tecnologia de educação avançada e continuada para os participantes;

Desenvolver a percepção e a intuição (qualidades essenciais aos profissionais dessa área), ao mesmo tempo em que se transfere esse know-how para que as técnicas, métodos e sistemas possam ser utilizados posteriormente como ferramenta permanente de atuação em T&D;

Em suma, ensinar, reciclar e treinar os participantes, propiciando simultaneamente seu próprio crescimento pessoal e profissional.
PROGRAMA

Programação Neurolingüística para profissionais de Educação, T&D, R&S e Qualidade;

Jogos (cooperativos, de empresa, teatrais e lúdicos) e como utiliza-los em treinamento;

Modernas técnicas de comunicação e relacionamento interpessoal com base na teoria da Inteligência Emocional;

Princípios da automotivação, técnicas antiestresse, Biodança (Histórico, fundamentação e vivências que podem ser utilizadas por não-facilitadores);

Exercícios e dinâmicas de grupo (incluindo o método de Ampliação das percepções e recuperação do reflexo.

Danças Integrativas e

Semântica musical ou Biomúsica (como escolher músicas que potencializem seu treinamento).