Enquanto lê este artigo, pense em:

Gestao de carreira

NeuroMKT

E até mesmo no nome que vai colocar no seu projeto ou filho(a), se existir a possibilidade dele ser apresentado em ordem alfabética.

Porque escolhemos sempre a primeira opção

Eis por que tantos sites brigam (e até trapaceiam, sendo punidos) para aparecer em primeiro lugar nas buscas de sites como o Google: um novo estudo da Universidade da Califórnia em Berkley (EUA), em conjunto com a Universidade Harvard (EUA), sugere que nossos cérebros podem estar “programados” para sempre escolher a primeira opção quando temos que tomar uma decisão de forma rápida. Pior: nós acreditamos que ela é a melhor opção, não simplesmente a “primeira que apareceu”.

O estudo

Os pesquisadores fizeram uma série de experimentos nos quais os participantes tinham que tomar decisões rapidamente. Em todas as situações, os participantes tendiam a selecionar a primeira opção.

Em um experimento, 123 participantes escolheram o seu favorito entre três grupos: dois times, dois vendedores e duas vendedoras. Primeiro, os pesquisadores perguntaram aos participantes se eles queriam se juntar às equipes de Hadley ou Rodson (os dois times). Em seguida, tinham que comprar um carro, com dois vendedores do sexo masculino, e escolher o vendedor que preferiram. Em seguida, os participantes tiveram que refazer a sua decisão de compra com duas vendedoras. Novamente, eles classificaram quem preferiram.

Para dar a resposta, ou eles diziam o nome de quem preferiam, ou participavam de um teste com tempo de reação, o que os forçava a automaticamente e inconscientemente escolher um favorito. Em ambos os exercícios, o consciente e o inconsciente, os indivíduos preferiram a primeira pessoa ou equipe que encontraram.

Em outro experimento, os pesquisadores pediram a 207 pessoas em uma estação de trem para selecionar rapidamente um chiclete; novamente, as pessoas selecionaram o que lhes foi apresentado primeiro.

“Os humanos em geral, até mesmo animais, tem uma predisposição a preferir ‘primeiros’, quando a capacidade de pensar não está acessível”, explica a pesquisadora Dana R. Carney.

Com “capacidade de pensar” ela quis dizer que, quando as pessoas estão mais bem informadas ou têm mais tempo para analisar uma decisão, nem sempre selecionam a primeira opção.

Porque o primeiro?

Será que ser o primeiro implica ser o melhor? Talvez não seja bem assim. Os pesquisadores sugerem que selecionar a primeira opção ajuda as pessoas a tomarem decisões rápidas, o que evita a indecisão.

“O estado de indecisão é desconfortável. Ter muitas opções é conhecido como ‘sobrecarga de escolha’. Você procura algo para se decidir, e a primeira opção é a melhor escolha”, explica Carney.

Um fato que apoia isso é que a “decisão do primeiro” também valeu para escolhas negativas. Em um experimento, 31 participantes examinaram fotos de dois criminosos com mesma idade que cometeram os mesmos delitos, e tinham que escolher qual merecia a liberdade condicional e qual merecia permanecer na cadeia. Novamente, as pessoas acreditavam que o primeiro criminoso que viram deveria ser colocado em liberdade condicional, enquanto o segundo deveria permanecer na prisão.

“Nós concluímos que preferir o primeiro deve ser um mecanismo biológico”, finalizam os cientistas.[NBCNews]

[NEUROBUSINESS] Porque escolhemos sempre a primeira opção
Classificado como: