Para o cérebro e a memória: fósforo (8 mg), para o coração e o sangue: cobre (0,10 mg), ferro (0,23 mg) e baixo teor de lipídios (0,4g), para digestão e intestinos: celulose (1g) para os rins: potássio (135 mg), para os ossos: cálcio (4 mg)

 para os músculos: carboidratos (13,8 mg), para todo o organismo: sódio (2mg), vitamina A (0,03 mg), vitamina B (0,04 mg) e vitamina C (4 mg).
100 gramas contem em média: calorias 63,29 cal · vitamina C 8,00 mg · água 84,40 g · potássio 127,00 mg · carboidratos 13,20 g · fósforo 12,00 mg · proteínas 0,40 g · sódio 11,00 mg · gordura 0,50 g · magnésio 8,00 mg · sais 0,42 g · enxofre 7,00 Mg · vitamina A 40 U.I. · cálcio 7,00 mg · vitamina B1 45,00 mcg · silício 4,00 mg · vitamina B2 100,00 mcg · ferro 1,00 mg · vitamina B5 0,50 mg.
A maçã além de ótimo alimento é remédio. Uma maçã por dia ajuda a combater o câncer, infarto, é indicado nas doenças do sistema nervoso, artritismo em geral, doenças infantis, doenças respiratórias, digestivas, dietas alimentares, baixa a febre, fornece fosfatos ao cérebro, cálcio aos ossos, ferro ao sangue, purifica o organismo, desinfeta e cura sem prejudicar, entre outras.
Cientistas norte-americanos, ao estudarem a casca e a polpa da maçã, concluíram que 100 gramas de maçãs frescas podem ser mais benéficas que um comprimido de 1.500 miligramas de vitamina C, considerada saudável por seus efeitos antioxidantes.
Em testes de laboratório os cientistas da Universidade de Cornell, EUA, concluíram que extratos retirados da casca da maçã inibiam o crescimento das células cancerígenas em cerca de 43% e os provenientes da fruta em si reduziram este aumento em 29%. Testes similares com células de câncer de fígado resultaram ainda mais eficazes. Extratos da casca reduziram o crescimento dessas células em 57% e os da polpa em 40%.
Cientistas da faculdade de medicina da Califórnia afirmam que comer maçã ou beber o suco dessa fruta pode ajudar a reduzir os riscos de doenças cardíacas. O estudo foi publicado na revista “Journal of Medicinal Food” e os autores dizem que a maçã tem o mesmo efeito protetor do vinho. Essa fruta contém antioxidantes que combatem o mau colesterol (o LDL), responsável pela formação de rombos nas artérias. É muito depurativo e está indicado como útil nas doenças do sistema nervoso dos adultos, em especial na debilidade nervosa.
O éter contido na maçã atua como potente sedativo do sistema nervoso e das fibras musculares. É um nervino mais ativo que a valeriana, e por isso favorece o sono, acalma as dores e enxaquecas, assim como alivia as cólicas menstruais.
[NEUROGASTRONOMIA] Comida para o cérebro e a memória
Classificado como: