Os magos das panelas… e dos neurônios!

Por Inês Cozzo

“Quem pensa que a comida só faz matar a fome está redondamente enganado. Comer é muito perigoso. Porque quem cozinha é parente próximo das bruxas e dos magos. Cozinhar é feitiçaria, alquimia. E comer é ser enfeitiçado. Sabia disso Babette*, artista que conhecia os segredos de produzir alegria pela comida. Ela sabia que, depois de comer, as pessoas não permanecem as mesmas. Coisas mágicas acontecem” Chef Paulinho Pecora

Mágicas, na nossa percepção, porque na realidade, a neurociência já provou, ou vem provando, que tudo que os mestres da alquimia fazem, de pegar ingredientes isolados e combiná-los em sabores indizivelmente fantásticos, pode ser potencializado com as descobertas mais incríveis sobre as influências que estes ingredientes (separados ou juntos) pode causar no nosso organismo psíquico e neuroquímico em termos de comportamento! Comportamentos estes que, nas empresas, são chamados de competências e que são essenciais para alavancar mais e melhores negócios.

chef ensinando como juntar ingredientes separados e criar um prato inédito e delicioso.

Agora, imagine também, toda essa explosão de sabor saudável a serviço do desenvolvimento humano, apresentado através de técnicas e práticas para Teambuilding, Team work, liderança, gestão de talentos, gestão da mudança entre inúmeros outros processos de desenvolvimento organizacional!

 

(*) A Festa de Babette

Sinopse

Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo (spoilers).

Em 1871, em noite de tempestade, Babette chega a um vilarejo na Dinamarca, fugindo da França durante a repressão à Comuna de Paris. Ela se emprega como faxineira e cozinheira na casa de duas solteironas, filhas de um rigoroso pastor. Ali ela vive por quatorze anos, até que um dia fica sabendo que havia ganhado uma fortuna na loteria e, ao invés de voltar à França, ela pede permissão para preparar um jantar em comemoração aos centésimo aniversário do pastor. A princípio, os convidados ficam assustados, temendo ferir alguma lei divina ao aceitar um jantar francês, mas acabam comparecendo e se deliciam com a festa de Babette.

Elenco

  • Stéphane Audran …. Babette Harsant
  • Birgitte Federspiel …. velha Martina
  • Bodil Kjer …. velha Philippa
  • Jarl Kulle …. velho Lorens Lowenhielm
  • Jean-Philippe Lafont …. Achille Papin
  • Bibi Andersson …. mulher sueca
  • Ghita Nørby …. narradora
  • Asta Esper Hagen Andersen …. Anna
  • Thomas Antoni …. tenente sueco
  • Gert Bastian …. homem pobre

Principais prêmios e indicações

Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.Oscar 1988 (EUA)

BAFTA 1989 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria de melhor filme em língua não inglesa.
  • Indicado nas categorias de melhor atriz (Stéphane Audran), melhor fotografia, melhor direção, melhor filme e melhor roteiro adaptado.

Festival de Cannes 1987 (França)

  • Recebeu o Prêmio Ecumênico.

Globo de Ouro 1989 (EUA)

  • Indicado na categoria de melhor filme estrangeiro.

Festival du Cinéma Nordique de Rouen 1988 (França)

  • Recebeu os prêmios da audiência e do Grande Júri.

Ligações externas

 

[NEUROGASTRONOMIA] Os magos das panelas… e dos neurônios!
Classificado como: